Gerenciamento de Riscos e de Capital

O Banpará, visando garantir a aderência às leis, regulamentos, códigos de conduta e normas vigentes, e adotar as melhores práticas de Gerenciamento de Riscos, Capital, Controles e Compliance, em consonância com as recomendações de Basileia, Lei 9.613/98 e Resoluções nºs 2.554/98, 3.380/06, 3.464/07, 3.721/09, 3.988/11 e 4.090/12, criou a Superintendência de Gestão de Risco Financeiro - SURIS, unidade responsável pelo gerenciamento dos riscos corporativos do Banco e gerenciamento de capital; o Núcleo de Controle Interno de Compliance - NUCIC, responsável pelo gerenciamento dos controles internos e compliance; e a Superintendência de Gestão de Risco Operacional - SUROP, responsável pelo gerenciamento da Prevenção à Lavagem de Dinheiro, vinculadas à Diretoria de Controle, Risco, Planejamento e Relação com Investidores - DICRI.

O risco é definido como sendo qualquer situação que pode afetar a capacidade da empresa de atingir seus objetivos.

O gerenciamento de riscos corporativos e de Capital associa as recomendações de Basileia, melhores práticas adotadas pela indústria financeira e normas internas e externas que objetivam gerar informações sistematizadas que servirão de base à identificação, avaliação, mensuração, mitigação e monitoração dos diversos riscos organizacionais.

Para que a informação oriunda da área responsável pelo gerenciamento de riscos e de capital alcance a amplitude devida, bem como as ações mitigadoras sejam implementadas de forma tempestiva, são disponibilizados aos membros da alta administração e aos comitês constituídos, relatórios produzidos quinzenalmente, trimestralmente, semestralmente, anualmente ou extraordinariamente em situação de exposições potenciais a riscos que necessitem de correções imediatas.

O Banpará vem constantemente aprimorando o gerenciamento de seus riscos corporativos, de forma integrada, permitindo que atinja seus objetivos mediante nível aceitável de exposição a riscos, sem comprometer o bom desempenho dos negócios.

Estrutura de Gerenciamento de Riscos e Gestão de Capital

A Estrutura de Gerenciamento de Riscos e Gestão de Capital compreende:

  • Procedimentos que possibilitam a identificação e avaliação dos riscos relevantes incorridos pela Instituição, inclusive aqueles não cobertos pelo RWA;
  • Políticas e estratégias para o gerenciamento de capital e dos riscos de crédito, de mercado, de liquidez, operacional, com diretrizes que visam manter o capital compatível com os riscos incorridos pela Instituição, bem como com seu apetite ao risco;
  • Procedimentos para apuração do total do RWA, das parcelas que o compõe e do RBAN;
  • Procedimentos para apuração do PR e dos Adicionais de Capital Principal;
  • Procedimentos para apuração dos Índices de Capital e definição de limites operacionais mínimos;
  • Procedimentos para apuração da Razão de Alavancagem;
  • Procedimentos para elaboração do Plano de Capital;
  • Procedimentos para realização de testes de estresse que considerem eventos severos e condições extremas de mercado e avaliação de seus impactos no capital;
  • Análise prévia dos riscos no lançamento de produtos/serviços e de sua adequação aos procedimentos e controles adotados pela Instituição;
  • Elaboração de relatórios gerenciais periódicos sobre a adequação do capital e das parcelas que compõem o RWA.
Arquivo